Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diario de Bordo

Pequenos grandes nadas que me vao acontecendo...

Diario de Bordo

Pequenos grandes nadas que me vao acontecendo...

Transparencias pessoais .

Trazia uma vida inteira nas costas. A pesar-lhe, ao mesmo tempo que lhe se atrasavam os passos. Sabia para onde queria ir, mas não sabia como fazê-lo. Sabia o que já não queria, sabia exatamente onde começavam as suas lutas, mas sentia-se morrer aos bocadinhos em cada passo não dado. Torturava-se com isso. Torturava-se com as perguntas que lhe faziam e, por muito que as suas respostas fossem verdades, ninguém parecia entender.
Queria fazer o que era suposto, deixar de adiar a vida e viver. Queria percorrer o que vivia nos sonhos e sentir as coisas bonitas que a vida lhe trazia à porta. Mas não era fácil. E não era comodismo ou falta de coragem. Era medo. Dos fins. Dos recomeços. Dos intervalos entre ambos. Era medo de cair e não ter por onde se levantar. Era medo de reviver situações que marcaram. Era medo que outros se magoassem nessa travessia. Era, principalmente, o medo de se perder num caminho sem luz à vista!
E o que, para uns parece inércia, para ela é precaução. E o que para uns é comodismo, para ela é a procura do momento certo. No tempo dela.

Hoje encontrei-me por estas palavras..

Não sou boa com números.

Nem com morais de história.

Gosto do que me tira o fôlego. Venero o improvável.

Almejo o quase impossível. Meu coração é livre, mesmo amando tanto.

Tenho um ritmo que me complica. Uma vontade que não passa.

Uma palavra que nunca dorme. Quer um bom desafio? Experimente gostar de mim. Não sou fácil.

Não coleciono inimigos. Quase nunca estou pra ninguém. Mudo de humor conforme a lua. Irrito-me fácilmente.

Tenho o desassossego dentro da bolsa. E um par de asas que nunca deixo.

Às vezes, quando a noite já vai tarde, eu viajo. E - sem saber - busco respostas que não encontro aqui.

Hoje eu perdi um sonho. Mas não faz mal! 

Bonito mesmo é essa coisa da vida:

Um dia, quando menos se espera, nós nos superamos.

E chegamos mais perto de sermos quem na verdade a gente é.

Fernanda Mello

"Tenho o desassossego dentro da bolsa. E um par de asas que nunca deixo."

Se tivesse que ter uma frase para me defenir seria esta sem duvida! 

E isto!

 

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais visitados

  • Seriamos capaz? !

    17 Janeiro, 2020

    “Um homem sentou-se numa estação de metro de Washington DC e começou a tocar violino, era (...)

  • Pensamento do dia!

    14 Janeiro, 2020

    "Não carrego certezas.Só coragem. E sigo.Aprendendo com a propria vida.! Alguem me disse um (...)

  • O preço da felecidade..

    10 Janeiro, 2020

    Se tu vens, por exemplo, às quatro da tarde, desde as três eu começarei a ser feliz. (...)

  • A cura!

    08 Janeiro, 2020

    - E o que fazes quando te assaltam essas dores? - O melhor que sei fazer Excelência! - E o (...)

  • Sou..

    07 Janeiro, 2020

    Sou feita de sonhos, de saudades, de amor. Sou feita de coragem (nao muita), de abraços, de (...)

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D